Jornal Rio grande

Secretaria de Serviços Urbanos esclarece sobre ações prestadas

  • Assessoria PMRG
  • 13/02/21 as 9:54

n/d

Fotos: PMRG

A empresa que executa o serviço de coleta de lixo para a Prefeitura do Rio Grande já normalizou as atividades, essa semana, nos bairros da cidade cujos moradores encaminharam reclamações à Secretaria de Serviços de Município de Controle e Serviços Urbanos (SMCSU). Nesta quinta-feira (11), de acordo com o titular da pasta, Marlon Soares, todo o serviço já foi retomado, após contato da Secretaria com a empresa responsável pela ação.

Houve reclamações quanto à coleta nos bairros Hidráulica, Braz, Junção e São Miguel. Mas o que mais tem chamado a atenção do secretário foi o volume de lixo recolhido pelas equipes que fazem o serviço. No último mês, foram cerca de 4.700 toneladas recolhidas.

Fone para reclamações

Para atendimento à população que queira encaminhar alguma reivindicação em relação à coleta de lixo, a SMCSU coloca à disposição o número de telefone (53) 32323437, com atendimento das 7h30min às 11h30min e das 13h30min às 17h30min, de segunda à sexta-feira.

Casas de bombas e limpeza de bocas de lobo

Além de passar informações sobre a normalização da coleta de lixo, o secretário de Controle e Serviços Urbanos da Prefeitura do Rio Grande comentou sobre os alagamentos em algumas ruas da cidade, a limpeza de bocas de lobo e o funcionamento das casas de bombas.

Em relação às bocas de lobo, o secretário informou que a Secretaria já executou trabalhos em mais de 500 e atende, principalmente, bairros que ainda sofrem com alagamentos. “Estamos trabalhando da área do BGV/Vila Militar em direção aos bairros. Semana que vem, entraremos no Centro.” Todos os bairros com bocas de lobo vão ser atendidos, garante o secretário.

Sobre os alagamentos, o secretário da SMCSU informou que eles ocorrem “porque houve muita chuva em curto período de tempo e, também, porque há falta de manutenção das redes de drenagem”.

Muitos moradores têm questionado sobre o funcionamento e eficiência das casas de bombas quando chove com mais intensidade no município, nessa época do ano. Marlon explica que “todas (casas de bombas) estão sendo ligadas em dias de chuva, mas também irão passar por melhorias estruturais”.

  • Compartilhar