Jornal Rio grande

Cientistas da FURG criam sistema para estimar número de infectados no RS

  • Assessoria
  • 01/03/21 as 18:18

n/d

Um grupo de cientistas do Instituto de Matemática, Estatística e Física (Imef) da FURG construiu um sistema especial destinado a contabilizar o número de infectados pelo coronavírus no Rio Grande do Sul. Com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs), o Projeto Exactum tem por objetivo transformar a ciência básica em tecnologia para auxiliar no processo decisório para o enfrentamento da Covid-19.

Disponibilizada de forma online e gratuita, a ferramenta estima com antecedência o número de infectados em todo o Estado. Foi criada através de modelagem matemática e física, sendo disponibilizada por meio de mapas interativos conforme as áreas definidas pelo governo estadual para o controle da pandemia.

"Esta solução pode ser utilizada para auxiliar no planejamento de ações para o atendimento à demanda da população pelos serviços laboratoriais, ambulatoriais e hospitalares, entre outros", explica a pesquisadora Dinalva A. Sales, uma das coordenadoras do projeto. "Esses resultados são muito bons e permitem que órgãos governamentais e de saúde, inclusive, possam desenvolver estratégias a partir deles", completa.

O sistema desenvolvido pelos pesquisadores pode ser acessado por qualquer cidadão; uma de suas grandes vantagens é a facilidade de uso da plataforma, sem necessidade de inserção de dados específicos. Os dados gerados pela ferramenta podem também auxiliar na criação de campanhas de conscientização da população sobre os avanços e os efeitos da pandemia.

O site duas opções de modelagem. A opção desenvolvida com financiamento da Fapergs permite projeções de longo prazo para estimativa de infectados e leva em consideração o fluxo de pessoas entre regiões, entre outros aspectos. Há também a modelagem do Simcovid, que traz um monitoramento georreferenciado, de forma interativa, sobre o número de infectados no Sul do Brasil.

O trabalho conta com o potencial e a expertise de pesquisadores e docentes de diversas áreas do conhecimento. As pesquisas foram viabilizadas por meio da Fapergs, em decorrência do projeto transdisciplinar “Criação de soluções digitais para controle, monitoramento e previsão da disseminação da Covid-19”. Este é liderado pelo Imef sob a coordenação do professor Matheus Lazo e da professora Dinalva, com participação de pesquisadores do Centro de Ciências Computacionais (C3), Instituto de Educação (IE), Faculdade de Medicina (Famed), HU-FURG/Ebserh e Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC). Com o projeto, o grupo busca dar o retorno da universidade à sociedade por meio do fortalecimento dos laços entre a pesquisa-ensino-extensão e a inovação tecnológica.

Fernando Halal, Furg

  • Compartilhar