Jornal Rio grande

Após Anvisa suspender testes com vacina, Bolsonaro diz que ganhou mais uma

  • Redação JRG
  • 10/11/20 as 10:14

n/d

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro se manifestou no Facebook sobre a suspensão, pela Anvisa, da vacina que vinha sendo testada em São Paulo. Questionado por um seguidor se ele compraria a vacina, caso comprovada sua eficácia, Bolsonaro disse, sem apresentar provas, que a vacina desenvolvida em parceria entre o Instituto Butantã e o laboratório chinês Sinovac causa "morte, invalidez e anomalia". Disse ainda que "essa é a vacina que João Dória queria obrigar todos os paulistanos a tomar". O episódio é mais um na queda de braço entre o presidente e o governador de São Paulo.

A CoronaVac está na fase mais adiantada dos testes. No mês passado, o Instituto Butantã apresentou dados que mostravam elevado grau de segurança da vacina. Especialistas dizem que, nesta fase de testes, é comum o registro de eventos adversos. A vacina da Universidade de Oxford, maior aposta do governo federal na busca por um imunizante, também teve seus testes interrompidos duas vezes por incidência de efeitos adversos.