Jornal Rio grande

É VERDADE: Natal

  • João José Reinbrecht Braga
  • 12/12/20 as 16:31

 

Como é dezembro, mês do Natal, neste número este será o tema.

 Vamos dar uma chegada na Terra do Papai Noel ou Pai Natal (Natal em francês é Noël), que fica na Lapônia, extremo norte da Finlândia, onde a neve é perene. De lá vamos ver o Papai Noel partir em seu trenó, dirigindo-se pelos ares a todos os recantos da Terra, onde o fuso horário faz a diferença não notada pela criançada.

A expectativa é grande, pois como saber quais serão os presentes? Vários pedidos foram enviados por cartas, telegramas ou até por pensamentos e rezas na hora de dormir, sempre esperando resposta. Isso as crianças cujos pais têm condições financeiras de atendê-los, pois os que não têm, ficam sem entender o porquê do não atendimento dos seus pedidos, pois muitas vezes lograram êxito na escola e tiveram comportamento exemplar.

Ainda sem entenderem, vêem casas lindas ornamentadas com luzes piscantes, bolas coloridas e algo imitando neve, como é na Lapônia, tudo em pinheiros maravilhosos. Cortinas e toalhas com motivos natalinos e, sobre as mesas, fartas refeições com cardápios específicos para a ocasião, espiados pelas janelas envidraçadas e iluminadas.

Como em suas casas, chalés ou até malocas penduradas no morro não têm nada disso? Alegria de uns, frustração de outros; injustiças ou não, as diferenças existem.

Quem sabe chegará o dia de um Natal justo e perfeito, onde os presentes serão abraços, beijos, afagos e palavras de carinho; quem sabe chegará o dia em que as palavras "Feliz Natal" toquem nos corações de todos, fazendo desaparecerem o desamor, o ódio, a vaidade, a arrogância, trazendo a tona no Natal apenas o amor ao próximo, como o grande homenageado na data, que foi Cristo, nos ensinou.

 

João José Reinbrecht Braga, o Prof. Maninho, é ocupante da Cadeira 34 da Academia Rio-Grandina de Letras