Jornal Rio grande

Alessandro Barcellos vence eleição e é o novo presidente do Inter

  • Redação JRG
  • 15/12/20 as 21:56

n/d

Alessandro Barcellos, novo presidente do Inter. Foto: Sport Club Internacional

Após problemas no sistema de votação on-line, a eleição do Inter, que estava prevista para terminar às 18 horas, foi prorrogada até às 21. Mesmo com todos os problemas relatados, a eleição foi recorde de participação no Brasil, com 29 mil votantes (dos 66 mil aptos a votar).

A eleição expôs o momento turbulento que o clube vive, com intensas disputas políticas. Um dos candidatos, o desembargador José Aquino, chegou a ter a candidatura impugnada pela Comissão Eleitoral do clube, por suposto uso de dados do associado para envio de propaganda. Ele recorreu ao Poder Judiciário e obteve uma liminar para participar do pleito. Mas hoje, na votação, Aquino teve 9.600 votos, sendo batido por Alessandro Barcellos, que teve o apoio do 16.522 sócios. Ele terá um mandato de três anos.

Alessandro Barcellos foi o homem forte do futebol do Inter no começo do ano. Por não fazer parte do grupo político do presidente Marcelo Medeiros e estar se tornando popular demais, durante o bom começo de Eduardo Coudet, com quem mantinha ótima relação, acabou sendo afastado. Muitos analistas atribuem essa situação à queda do Inter ao longo do ano. Durante sua campanha, Barcellos falou em modernizar o clube, profissionalizando setores do futebol e apostando no uso de dados e inovação.

A imprensa de Porto Alegre noticia que Barcellos já tem um treinador encaminhado. É o espanhol Miguel Angel Ramirez, do Independiente del Valle, equipe equatoriana. Ramirez esteve na mira do Palmeiras recentemente, que acabou acertando com o técnico português Abel Ferreira. Ele é conhecido por ser um técnico muito estudioso das tendências atuais do futebol e por saber desenvolver jogadores jovens.

Ainda se fala que o candidato vitorioso tem uma negociação em andamento pela volta do atacante Taison, que está na Ucrânia, e que busca um gerente de futebol para liderar o vestiário. Nomes como Pedrinho, ex-jogador do Vasco e comentarista do SporTV, e Iarley, ídolo do clube, são cotados para assumir o cargo. O atual executivo de futebol do Inter, Rodrigo Caetano, não deve permanecer.