Jornal Rio grande

Comerciantes de trailers pedem liberação dos acessos à praia

  • Redação JRG
  • 20/12/20 as 12:13

n/d

Protesto na manhã deste domingo. Foto: JRG

Na manhã deste domingo, 20, comerciantes dos trailers que atuam na beira da praia do Cassino promoveram um protesto, com buzinaço, nas ruas do balneário. Eles queriam que fosse liderado o acesso à orla não apenas das pessoas, mas também dos veículos.

O protesto se concentrou no cruzamento da av. Rio Grande com a av. Atlântica, onde o trânsito foi fechado em direção à praia. Os comerciantes alegaram que, sem o acesso dos veículos, as vendas são mínimas. Um deles, disse que seu ponto situa-se próximo ao antigo terminal turístico, aproximadamente no meio do caminho entre a estátua de Iemanjá e os Molhes, e que poucas pessoas percorrem aquela distância a pé. Assim como ele, outros expuseram dificuldades semelhantes.

Mesmo com o protesto, continua proibido o acesso de veículos à praia, a não ser os dos comerciantes de trailers, Bombeiros e ambulâncias, que podem atuar das 9h às 20h30min. E ainda assim na modalidade “pegue e leve”, não sendo permitida a colocação de mesas e cadeiras.

O Decreto Municipal nº 17.809, assinado pelo prefeito Alexandre Lindenmeyer na última sexta-feira, 18, reitera o estado de calamidade pública no município e, no artigo 7º, permite “a permanência de pessoas em locais públicos, tais como praças, parques, locais para a prática de esporte e lazer, calçadões e esplanadas, praias e suas respectivas orlas e, ainda, a circulação e realização de atividades físicas com distanciamento interpessoal de, no mínimo, dois metros, sendo proibidas aglomerações de pessoas”, observado o uso de máscara facial. Entende-se por aglomeração, segundo o decreto, a formação de grupos com mais de cinco pessoas.

Conforme apuramos, o policiamento está bastante presente, neste domingo, nos acessos à praia, para garantir o cumprimento das determinações.

Cabe salientar que os casos da Covid-19 cresceram significativamente no município. Em dois dias apenas, sexta-feira e sábado últimos,  foram registrados no município sete mortos e 270 novos casos de coronavírus.    

  • Compartilhar