Jornal Rio grande

É VERDADE: Quando tudo isso passar

  • João José Reinbrecht Braga
  • 23/12/20 as 22:03

 

Quero acordar bem cedo para o dia render mais...

Quero me espreguiçar e melhorar a circulação...

Quero tomar um café bem cheiroso e comer um pão bem quentinho com a manteiga derretendo...

Quero sair cumprimentando todo o mundo, até quem não conheço, abraçar e beijar meus amigos...

Quero ir ao mercado conversar com os meus amigos, que há tempos não ouço a voz...

Quero pegar minha mateira, ir de lancha para São José do Norte tomar chimarrão com amigos, que certamente encontrarei...

Quero almoçar ligeiro, sair de novo e tomar cafezinho no centro...

Quero me meter no assunto dos outros dando minha opinião, que nem sempre tem a ver com o assunto...

Quero reencontrar meus amigos músicos, marcar ensaios e matar a saudade daquela algazarra...

Quero uma reunião, urgente, com meus confrades e confreiras da Academia Rio-Grandina de Letras, pois essa convivência me faz tão bem...

Quero encontrar amigos criadores de cavalos crioulos para botar os assuntos em dia e aprender mais, afinal, até os leilões foram virtuais...

Quero sessões frequentes na maçonaria, pois a egrégora que os irmãos formam é divina...

Quero me reunir com amigos de longa data para relembrar momentos da faculdade e tomar um uisquinho...

Quero caminhar na praia, na areia fina e molhada pelas ondas do mar, espalmar as mãos na direção do horizonte, para repor energias...

Quero pegar o celular e olhar o Facebook... OPA! Isso não, chega de virtualidade, quero apenas o real...

Quero,juntar as mãos, conversar com Deus, agradecer às lições que me deu ao longo da pandemia e valorizar as coisas que, só assim, poderia me mostrar.

Quero, finalmente, amar a tudo e a todos, pois a vida vale a pena ser vivida.

 

João José Reinbrecht Braga, o Prof. Maninho, é ocupante da Cadeira 34 da Academia Rio-Grandina de Letras