Jornal Rio grande

Polícia Federal está atenta às fraudes no auxílio emergencial

  • Redação JRG
  • 01/11/20 as 0:53

n/d

Delegado Gabriel Figueiredo

Da mesma forma que acontece em todo o país, no Rio Grande também foram verificadas fraudes no pagamento do auxílio emergencial. Os casos vem sendo registrados desde abril, quando o benefício começou a ser pago pelo Governo Federal, e foram descobertos por pessoas que, ao tentarem se cadastrar para receber o benefício, souberam que já estavam cadastradas ou, ao tentarem receber o dinheiro, constataram que o valor já havia sido sacado da conta.

O delegado chefe da Polícia Federal no Rio Grande, Gabriel Figueiredo, orienta os lesados a procurarem a Caixa Econômica Federal:

- Em caso de nome indevido ou transferência fraudulenta não é necessário registrar ocorrência na Polícia Federal. Procurem diretamente a Caixa, que faz a primeira análise do fato e, uma vez constatada a fraude, comunica a Polícia Federal em Brasília para identificar as quadrilhas responsáveis por esses crimes. Normalmente elas estão localizadas em grandes capitais. O golpe pode atingir cidadãos do interior, mas o dinheiro daqui acaba indo para o Rio de Janeiro, São Paulo, Recife, Porto Alegre e outras. Rio Grande já teve vários casos desde o inicio de abril, mas não temos investigações mais substanciais sobre isso, até porque não se identifica as quadrilhas aqui.

Figueiredo acredita que novos golpes ainda poderão ser registrados. “Enquanto o auxílio emergencial estiver em vigor novos casos poderão acontecer”, adverte.