Jornal Rio grande

Casos da Covid-19 diminuem na área portuária

  • Ique de la Rocha
  • 05/01/21 as 15:05

No final da manhã desta terça-feira, 5, o diretor de Qualidade, Meio Ambiente, Saúde e Segurança da Portos RS, Henrique Ilha, apresentou em transmissão no facebook, o boletim quinzenal, atualizado da Covid no complexo portuário do Rio Grande.

No Porto Público, do universo de 868 trabalhadores não houve nenhum caso de Covid nesta última semana do Ano Novo, quando foram aplicados nove testes em quem tinha algum sintoma gripal. A média nas últimas três semanas ficou em 2,7 casos. O diretor da Portos RS chama a atenção, no entanto, que “deve ser levado em conta que estamos numa época de forte redução na atividade portuária. Para terem uma ideia, costumávamos verificar a temperatura de cinco mil, seis mil, até sete mil caminhoneiros que acessavam o porto por semana e agora esse número caiu para 700 caminhoneiros. Estamos no período de entressafra e isso está se refletindo nos números”.

n/d

No Orgão Gestor de Mão de Obra (Ogmo), que registra os trabalhadores portuários avulsos para atuarem no porto público e nos terminais privados, também não houve nenhum caso entre 768 pessoas, nesta última semana.

Nos terminais privados, que movimentam 1.855 trabalhadores, foram registrados oito casos na última semana, ficando a média em 10,3 casos nas últimas três semanas. Foram aplicados 11 testes em pessoas com sintomas gripais.

No setor da indústria (retroárea), nesta semana foram registrados oito casos numa empresa de fertilizantes, entre 4.451 trabalhadores em toda a retroárea, ficando a média das últimas três semanas em 16,7 casos.   

“O porto se descolou da cidade, que hoje vive a pior fase da pandemia, mas não vamos criar falsa expectativa. A redução dos casos de Covid no porto não será motivo para relaxarmos os protocolos”, enfatizou Henrique Ilha. Ele também informou que já foram aplicados 6.066 testes, sendo que alguns trabalhadores já foram testados mais de uma vez, principalmente os que tem mais contato com o público, e outros foram escolhidos de forma aleatória. “Temos uma testagem mais elevada no porto do Rio Grande por conseguirmos doações dos operadores portuários e acabamos de adquirir quase mil testes para continuarmos nosso trabalho de prevenção”, adiantou o diretor da Portos RS, que concluiu:

- Em julho tivemos um quadro difícil, depois foi caindo e veio esta segunda onda. Estamos esperançosos que seja uma descendente a partir de agora no porto, mas não é o que dizem as ruas. Existe o risco de ser uma falsa descendência pela maneira que a população está se conduzindo nas ruas. Talvez ainda existam problemas pela frente, como preveem especialistas, devido as festas de fim de ano, a praia mas, de qualquer forma, no complexo portuário, com o nosso protocolo e a redução das atividades, os números são descendentes.

Em São José do Norte e Pelotas

O diretor Henrique Ilha informou, ainda, que em São José do Norte já foram aplicados 6.473 testes nos 1.782 trabalhadores lá existentes na área portuária (entenda-se: no estaleiro EBR), o que significa mais de uma testagem por trabalhador. A média nas últimas três semanas é de 13,7 casos.  

Os 126 trabalhadores no Porto de Pelotas, que está praticamente sem nenhuma movimentação, não registraram nenhum caso de Covid nesta semana. A média lá, nas últimas três semanas, é de um caso por semana.

  • Compartilhar