Jornal Rio grande

Rio Grande: Vacinação contra a Covid-19 começa amanhã, 20

  • Assessoria PMRG/Redação
  • 19/01/21 as 17:34

n/d

Primeiras 2.750 doses da vacina CoronaVac chegaram ao município na tarde desta terça-feira e foram recebidas no Centro de Saúde do Posto IV pela secretária Zelionara Branco (SMS).

O município do Rio Grande já possui as primeiras 2.750 doses da CoronaVac, a vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan para combater a Covid-19. Nesta quarta-feira (20), às 9h, um ato simbólico no pátio da Santa Casa do município, em frente a capela do hospital, vai marcar o começo da vacinação na cidade, com a aplicação da primeira dose em uma profissional da Saúde (enfermeira da UTI Covid). O nome dela ainda não foi divulgado.

As 2.750 doses chegaram, nesta terça-feira(19), no prédio do Centro de Saúde do Posto IV, localizado na região central da cidade. No local, a secretária Zelionara Branco, titular da Secretaria de Município da Saúde (SMS), concedeu uma coletiva à imprensa que aguardava a chegada das vacinas. A secretária informou que já existe um local adequado para armazenagem das doses e que elas serão aplicadas em igual número de pessoas, ou seja, 2.750.

A segunda dose da CoronaVac deve ser aplicada quatro semanas após. De acordo com Zelionara, a 3ª Coordenadoria Regional de Saúde fez a distribuição das vacinas para 22 municípios da região Sul do estado e Rio Grande optou por realizar a segunda dose da vacina no mesmo público que receberá a primeira, daqui a quatro semanas, ou seja, o prazo máximo previsto pela Coordenadoria. Com isso, a secretária acredita que haverá tempo suficiente para a chegada de nova remessa a Rio Grande.

 

Quem será vacinado nesta etapa

Rio Grande recebeu as 2.750 doses da vacina que serão aplicadas nos 123 indígenas que vivem no município; em 486 idosos com mais de 60 anos de idade das Instituições de Longa Permanência (ILPIs); assino como nos trabalhadores destas instituições. As demais doses vão para os profissionais da Saúde que trabalham em contato com infectados ou na realização de exames da Covid-19.

Na coletiva à Imprensa, a secretária da Saúde disse que, em função do número restrito de doses que chegaram ao município, vai ser preciso reorganizar o plano de vacinação municipal que era mais amplo. Com essas doses, “nesse momento, temos condições de atender aos profissionais que estão na linha de frente no combate à Covid-19, os que estão realizando a coleta de exames, população indígena, idosos abrigados em instituições de longa permanência (ILPIs) e os trabalhadores que os atendem.

60 mil doses

Para ampliar a outros grupos, conforme o planejamento da SMS, que engloba idosos com mais de 65 anos, por exemplo, seriam necessárias 20 mil doses da vacina. A medida que houver disponibilidade de mais doses, “vamos chegando à população”. Na sequência, após atender aos idosos com mais de 65 anos, serão vacinados os pacientes portadores de doenças crônicas e os demais grupos – profissionais da Segurança, professores. Rio Grande necessita de 60 mil doses para as pessoas consideradas de grupos de risco, conforme dados do Ministério da Saúde.

 

Região

Na tarde desta terça-feira, 19, a assessoria de comunicação da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul) divulgou o número de doses da vacina contra a Covid-19 distribuídas a cada um dos 22 municípios da região.

De um total de 12.400 doses disponibilizadas para a região nessa primeira remessa, Pelotas ficará com quase a metade: 5.650. Rio Grande recebe 2.750 doses; São José do Norte e Santa Vitória do Palmar, 300 cada município, enquanto o Chuí está recebendo 90 doses.

n/d