Jornal Rio grande

Após 36 anos de dedicação à segurança pública delegado Elione Lopes se aposenta

  • Ique de la Rocha
  • 22/01/21 as 20:30

No dia 10 de dezembro de 2020 o delegado Elione Luiz Lopes encerrou um ciclo de 36 anos dedicado à segurança pública. Primeiro como oficial da Brigada Militar, durante 15 anos, onde alcançou o posto de Capitão, e mais 21 anos como delegado de Polícia, tendo atingido a mais elevada classe da carreira. Na Polícia Civil gaúcha ele foi delegado, posteriormente promovido à Delegado Regional de Polícia, função que exerceu na cidade do Rio Grande de 2010 a 2019. Por último, era diretor administrativo da Secretaria de Segurança Pública do estado, convidado pelo vice-governador e secretário de Segurança, Ranolfo Vieira Junior.

Elione Lopes é natural de Porto Alegre e no ano 2000 veio para Rio Grande, acompanhando a esposa Marilice, assistente social, que na época fez concurso para a Prefeitura local e está aposentada desde 2018. O casal já tinha os filhos Giovane e Jéssica e aqui nasceu a rio-grandina Emanuelle. Gostaram tanto daqui que fixaram residência no Cassino e já estão desfrutando da aposentadoria no balneário.

Por onde passou Elione Lopes se destacou, não só pela competência profissional, mas pela maneira como sempre tratou a todos. No último dia de trabalho na SSP, em Porto Alegre, foi homenageado com uma placa e a confraternização só não foi maior devido a pandemia do Coronavírus. Para ele, dedicar a vida profissional à segurança pública “foi muito gratificante. A pessoa quando não conhece a Polícia, vê de fora, não imagina a quantidade de atividades que envolve a carreira do policial e do delegado. Quem entra na Polícia se apaixona. Costumo brincar que é uma cachaça, um vício, mas muito gratificante”.

Ontem, 21, no  Facebook, Lopes comunicou a aposentadoria aos amigos e declarou, na ocasião: “Tudo tem seu tempo na vida! Os ciclos tem início, meio e fim. Agradeço a todos os superiores, pares e subordinados, com os quais trabalhei nestas nobres instituições de segurança pública, onde muito aprendi e um pouco ensinei, mas acima de tudo, me dediquei ao máximo. Saio do serviço público com a consciência tranquila de ter feito o meu melhor. Vamos agora para um novo ciclo na vida e possivelmente novos desafios futuros. Avante!”

Nos primeiros dias como aposentado, Elione Lopes diz que, por ser muito recente, está passando por um período de descanso e reflexão. Pretende se dedicar mais à família, inclusive já desfrutou de algumas viagens, mas também avalia a possibilidade de não parar totalmente. “Trabalho desde os 13 anos e vai ser difícil parar. Provavelmente farei outra atividade. Posso exercer a advocacia, prestar consultoria, mas não tem nada definido”, comenta.

n/d

O delegado Elione Lopes
  • Compartilhar